quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011

A ORAÇÃO FAZ A DIFERENÇA

1. A oração, enfurece, provoca alarme e faz tremer a Satanás. Mateus 17:21 – “ Mas esta casta não se expele senão por meio de oração e jejum”.

“A oração enfurece Satanás porque ele sabe que sofrerá uma perda”. (Testimonies for the Church, T. I, p. 295).

“Ele detesta o nome de Jesus, nosso Advogado; e quando vamos fervorosamente a Ele pedindo ajuda, a hoste de Satanás se alarma”. (Ibidem, p. 296).

Satanás conhece muito bem o poder que podem ter os crentes quando dependem de Cristo para sua fortaleza. “Quando humildemente solicita ajuda do poderoso Conquistador, o mais débil crente na verdade, confiando firmemente em Cristo, pode repelir com êxito a Satanás e toda sua hoste.” (Testemunhos Seletos, Tomo I, p. 139?)

2. As maiores vitórias se obtém com a oração – Gênesis 32:26
“Disse este: Deixa-me ir, pois já rompeu o dia. Respondeu Jacó: Não te deixarei ir, se me não abençoares.”

“As maiores vitórias da igreja de Cristo, ou do cristão em particular, não são as que são ganhas pelo talento ou educação, pela riqueza ou favor dos homens. São as vitórias ganhas na sala de audiência de Deus, quando uma fé cheia de ardor e agonia lança mão do braço Todo-poderoso.” EGW, Patriarcas e Profetas, p. 203.

Talento - É bom deseja-lo, mas não é a prioridade diante de Deus.

Educação - Os estudantes universitários procuram os títulos como uma importância máxima. Mas, as melhores qualificações não são as que nos proporcionam as maiores vitórias.

Riqueza - Se a Igreja tivesse milhões de dólares de reserva, talvez isso
não aumentaria o número de pessoas convertidas a Cristo, a
menos que estivéssemos orando fervorosamente.

O favor dos Homens – Os políticos o buscam. Os executivos das empresas o
buscam. Alguns administradores da igreja dizem: “Se somente
pudéssemos te-lo!”

Tanto para Igreja como para o cristão individual, as vitórias reais se obtém na câmara secreta de audiência com Deus.

OS SEGREDOS DA VITÓRIA CONTRA O PECADO
1. Para evitar o pecado, necessitamos do que Paulo chama:
CONHECIMENTO – Filipenses 1:1
DISCERNIMENTO – COLÍRIO – Apocalipse 3:18
CAPACIDADE DE DIFERENCIAR entre o bem e o mal.

Filipenses 1:9-11 – “E também faço esta oração; que o vosso amor aumente mais e mais em pleno conhecimento e toda a percepção, para aprovardes as cousas excelentes e serdes sinceros e inculpáveis para o dia de Cristo, cheios do fruto de justiça, o qual é mediante Jesus Cristo, para a glória e louvor de Deus.”

2. A primeira promessa da Bíblia oferece o ÓDIO PELO PECADO. – Gênesis 3:15 – “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”.

Estas palavras ditas a Lúcifer é também uma promessa para nós. “E porei inimizade”. Esta inimizade para com o pecado e que ajuda-nos a odiá-lo, é a graça de Cristo.

A tendência do coração humano é rogar a Deus por indulgência, em lugar de suplicar repúdio pelo pecado.

Marcos 8:34 u.p. diz – “... Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me”.

Com a ajuda de Deus exercemos, a cada dia, exercemos a prática da negação própria. Por exemplo, omitir uma sobremesa, não comer entre as refeições, freiar uma palavra de crítica, deixar de ver televisão um dia ou uma semana. Ao orar por isto, siga o que o Espírito Santo te sugerir.

3. Lembre-se que o pecado aparecerá diante de você como muito
“ATRATIVO” e “DESEJÁVEL”. Mas quando este já for história, traz
consigo a DOR, e o REMORSO.

O pecado que pensamos cometer, atrai, fascina, seduz, engana. Mas uma
vez que foi levado à ação, os sentimentos são de amargura, pesar, tristeza arrependimento.

4. Qualquer pecado que não VENCEMOS, se converterá em nosso AMO
NOS ARRUINARÁ. Tiago 1:14, 15.

“Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. Então a cobiça, depois de haver concebido, dá a luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte”.


Por exemplo, se você estiver mais fascinado pelo sexo, pela violência, pela televisão, pelos CDs, vídeos ou de visitar lugares que sejam impróprios, e outras coisas que nos separam de Deus; então, em pouco tempo você se converterá em um escravo destas coisas. Não poderá livrar-se delas sem a intervenção direta de Deus.

1. Se você tiver um PECADO CONHECIDO, o maior perigo será POSTERGAR a decisão de erradica-lo com a ajuda de Deus. II Coríntios 6:2

“(Porque Ele diz: Eu te ouvi no tempo da oportunidade e te socorri no dia da salvação. Eis agora o tempo sobremodo oportuno, eis agora o dia da salvação).”

Cristo nos liberta do pecado com o maior prazer, e espera que permaneçamos nEle. Não nos obriga. Ele sempre respeita a nossa escolha, ou a nossa decisão.’

Sem comentários: