sábado, 3 de agosto de 2013

Bênçãos de Deus sobre Pessoas Idosas

História do velho criado que ia buscar água à fonte com dois potes, um deles rachado. Derramava água sobre o caminho e lindas plantinhas embelezavam o caminho com as suas flores. Eram o consolo e o motivo do velho criado não se desfazer dele. Podemos e devemos ser sempre úteis.
A parábola:

A Parábola dos dois Cântaros.

Hoje trago-lhe uma parábola que mostra que as limitações apenas são limitações quando as encaramos como tal.
Todos os dias de manhã um agricultor ia ao rio buscar água com dois grandes cântaros de barro, ambos pendurados na ponta de uma vara que carregava. A água que o agricultor trazia servia para cozinhar e para regar as hortaliças.
Um dos cântaros era perfeito, já o outro era defeituoso, tinha uma fenda e perdia metade da água pelo caminho.
Passados alguns meses do agricultor trazer a água nos dois cântaros de barro, o cântaro perfeito estava orgulhoso do seu trabalho. Por outro lado, o cântaro defeituoso sentia-se envergonhado por não conseguir desempenhar a sua missão.
Um dia, a caminho do rio o cântaro defeituoso decidiu conversar sobre a situação com o agricultor.
- Estou envergonhado com esta situação e quero-lhe pedir desculpa. – disse o cântaro.
- Porque é que estás envergonhado? – perguntou o agricultor.
- Nos últimos meses que transportei água não fui capaz de desempenhar a minha função da melhor forma e desperdicei muito água pelo caminho. – disse o cântaro.
O agricultor sorriu e disse-lhe:
- Quando voltarmos para casa olha para o caminho onde largas água.
Ao chegar a casa o cântaro defeituoso ainda estava bastante triste e o agricultor pergunta-lhe:
- Reparaste no teu caminho?
- Sim reparei. – disse o cântaro.
- E o que é que viste? – perguntou o agricultor.
- Vi flores a nascer e vários tipos de hortaliça criada. – disse o cântaro.
- Pois é, como reparei que eras defeituoso e largavas água pelo caminho, aproveitei para semear algumas sementes pelo teu caminho e por cada vez que íamos ao rio buscar água tu regavas essas sementes. As sementes cresceram e em breve podemos apanhar os vários tipos de hortaliça para vender no mercado. – disse o agricultor
Será que as suas limitações são um impeditivo para o sucesso?
Não.
A partir do momento em que encara as suas limitações com naturalidade e deixa de se sentir envergonho, vai encontrar no seu caminho grandes oportunidades de êxito.
Levante a cabeça, seja criativo e não tenha medo de arriscar.
 “O justo florescerá como a palmeira, crescerá como o cedro no Líbano. Plantados na Casa do SENHOR, florescerão nos átrios do nosso Deus. Na velhice ainda darão frutos, serão viçosos e florescerão, proclamarão: O SENHOR é recto. Ele é a minha rocha, e nele não há injustiça. ” (Salmos 92:12-15 RA)
1) Introdução
É realçado a palmeira pelas suas características de permanecer verde no inverno e no verão. É uma árvore flagelada pelos ventos destas duras estações, verga, dobra-se, parece até que se vai quebrar. As procelas fazem que se torne uma árvore “mais bela, mais amiga, vencedora da idade e das procelas”, tem compridas raízes. O ser humano na terceira idade também pode ter beleza e partilhar experiencia de vida com as gerações mais novas.
Precisamos compreender que cada etapa da vida tem os seus encantos e desafios, porque a vida é um presente de Deus. Aqueles que conseguem chegar à chamada terceira idade são privilegiados, pois conseguiram sobreviver às lutas e tempestades de toda uma existência.
Infância, adolescência, juventude, maturidadeo tempo passa depressa. No dizer do escritor sagrado “tudo passa rapidamente e nós voamos”. As transições da vida são normais e inevitáveis. E a Bíblia dá alguns exemplos de pessoas que chegaram à terceira idade e nesta fase viveram felizes e realizados.

2
2) Abraão foi um homem que viveu a terceira idade com um sentimento de realização. Quando lemos o que a bíblia diz sobre a vida de Abraão compreendemos qual era o segredo da sua felicidade:
· a) Abraão foi um homem de FÉ em toda a sua vida.
Desde o dia em que Deus o chamou para sair de sua terra e ir peregrinar em uma terra distante, Abraão aprendeu a confiar em Deus e a depender das Suas promessas. Não é em vão que Abraão ficou conhecido como o pai da fé e “amigo de Deus” (Tiago 2.23; Hebreus 11.8-19).
b) Abraão foi um homem OBEDIENTE a Deus em toda a sua vida.
Fé e obediência andam juntas. Abraão cria em Deus e portanto, obedecia. A maior demonstração que deu disso foi quando se dispôs a sacrificar o seu próprio filho Isaque por determinação de Deus (Génesis 22.1-14).
Quem aprende desde cedo na vida a obedecer a Deus incondicionalmente, tem na terceira idade uma consciência tranquila de que Deus, a quem procuramos servir, jamais nos desamparará.
 c) Abraão ANDOU COM DEUS toda a sua vida.
Através dos anos, ele desenvolveu um relacionamento pessoal e significativo com Deus. Deus fazia parte integrante da sua vida. Diariamente Abraão orava, falava com Deus, procurava ouvir e entender Sua vontade e segui-la.
Abraão partilhava continuamente com Deus as alegrias e dificuldades. Basta ler a história de sua vida para ver como isso é verdade. Não pensem que Abraão foi um privilegiado que diariamente tinha uma visão onde Deus lhe aparecia e falava diretamente com ele. As visões que Abraão teve foram poucas e muito espaçadas entre si, as vezes por anos a fio. Abraão aprendeu a andar com Deus pela fé.
Quando chegou a terceira idade, Abraão já tinha andado o suficiente com Deus para saber que o Senhor estava ali, ao seu lado. Que conforto extraordinário nos momentos de solidão!
3
“”””Muitos irmãos da terceira idade sofrem o que a psicologia chama de “o Síndrome do Ninho vazio”. Isto acontece quando os filhos crescem e ao tornarem-se adultos saem de casa. Com o passar do tempo todos os filhos já não estão em casa. E agora na terceira idade os pais sentem saudades dos tempos em que todos estavam juntos. Nesta etapa a solidão atinge e muitos sofrem com isso.
Mas para os que sentem a solidão Jesus promete: “Eis que estarei convosco todos os dias até a consumação dos séculos”.
3) No Salmo que lemos o salmista declara: “Na velhice ainda darão frutos”. Vejamos então exemplos de homens e mulheres da Bíblia na terceira idade e seus frutos:
Calebe aos 85 anos falou do seu vigor.
Ana, com 84 anos não deixava o templo, mas adorava a Deus em Lucas 2:36-37
Abraão, na sua velhice, creu em Deus e ainda viu Sara ter um filho.
Josué, na terceira ainda conquistou muitas terras.
Barzilai, semeou generosidade e colheu gratidão na terceira idade. 2 Sam. 19:32.
David, experimentou a fidelidade de Deus na terceira idade. Ele declara no Salmo 37:25: “Fui moço e já, agora, sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão.”
4) Na revista “família – um presente de Deus existem algumas recomendações para aqueles que estão na terceira idade:
* Exercitem a vossa comunhão com o Senhor todos os dias.
* Dê um lugar especial ao Espírito e experimente a renovação.
* Aceitem de bom grado o que a vida vos oferece, sem viver a reclamar, porque como diz a palavra: “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus.
4
* Mantenham-se activos, usem o tempo com coisas úteis e que tragam benefícios ao próximo.
* Tenham uma vida produtiva tanto no seio da família como na casa do Senhor. Aqui no LAR
* Evitem o isolamento. Procurem ter amigos e mante-los através do vosso comportamento cristão.
* Acarinhem os vossos filhos; mesmo que que eles não vos tenham dado o que vocês esperavam, pois eles são parte do plano de Deus para vossa vida.
* Vivam simplesmente com um coração sempre agradecido.
5) Conclusão
Tenho visto algumas pessoas que aceitam a terceira idade como uma fase difícil. Outros aceitam como uma etapa da vida para se viver bem, com alegria e felicidade. Tudo depende de como se encara a realidade.
Como Cristãos, temos motivos para agradecer ao Senhor por nos ter concedido uma longa vida.
Mesmo que a vida não nos tenha proporcionado a realização de todos os nossos sonhos, a vida é um dom de Deus, um presente dado pelo Senhor. Por isso, tenham fé e sejam gratos, pois como diz Paulo aos Filipenses 1:6, “….aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus.”
Que Deus vos abençoe.
 Culto apresentado no Lar Pessoas Idosas - Avintes

José Carlos Costa, pastor

Sem comentários: